WALKING among the DEAD

Escrito por Rodrigo Basso

      Finalmente retorna a série Walking Dead, para o alívio dos fãs que aguardavam ansiosos a terceira temporada. A temporada já começa no insane mode, com o grupo de Rick há oito meses numa corrida frenética por um lugar seguro, após abandonarem o conforto da fazenda de Hershel. Após Rick ter tomado as rédeas do grupo, algo que demorou muito para acontecer, o grupo todo está mais objetivo, mais prático e muito mais letal.
       A organização do grupo e sua prática aparecem na limpeza que eles fazem na prisão. Com Lori grávida de (aproximadamente) 8 meses, Rick está decidido a arrumar um lugar seguro para fazer o parto. Isso se reflete no modo limpo e sem erros que eles tomam o pátio da prisão e toda uma ala interna em apenas 2 dias, matando cerca de 50 zumbis na mão, quase sem usar a munição das armas que carregam. Os personagens só pensam na sobrevivência, sem ligar para o cansaço. Com um novo “lar”, eles farão de tudo para mantê-lo, inclusive matar outros sobreviventes.
      Alguns personagens ganharam mais destaque nessa temporada, outros continuam na mesma. Carol finalmente assumiu um lugar na equipe, depois de sua filha ter morrido. Agora ela atua como enfermeira
assistente, além de ter ganhado skill em tiro. Carl deve ter envelhecido uns 5 anos, enfrentando zumbis sozinho e cuidando da segurança das mulheres quando Rick vai fazer a ronda de rotina. Glenn deixou de ser um mascote e assumiu uma postura mais ativa no grupo. Os que não mudaram foram Daryl e T-Dog: enquanto um continua o caçador épico, o outro continua apenas cobrindo a parcela de cotas da série. T-Dog não tem expressão nenhuma na trama, quase sem falas e nenhum drama ou conflito. Ele simplesmente não tem razão para estar na história, mas continua lá desde a primeira temporada.
      No outro núcleo da trama, Andrea é encontrada e cuidada por Michonne, uma personagem inserida nesta temporada, retirada da HQ que deu origem a série. Michonne era muito aguardada pelos fãs da HQ, sendo uma personagem muito forte e com um histórico complexo. A skin dela diz tudo: uma negra com uma katana nas costas que traz dois zumbis na coleira, utilizando-os para passar desapercebida em meio aos errantes. Ambas serão capturadas e levadas até a aldeia do Governador, outro personagem da HQ, iniciando um arco de história considerado o melhor por muitos leitores dos quadrinhos.
      A temporada teve um ótimo início, muito movimentada, com novos personagens e novos conflitos, muito diferente do marasmo e bucolismo da temporada anterior. Foram programados 16 episódios, sendo dois exibidos até o momento. Resta aguardar como os produtores irão desenvolver está grande retorno da série. E que Hershel sobreviva e Lori pare de ser uma chata que resmunga auto-piedade pelos cantos.