Ranked Match – Awesomenauts




“O ano é 3587. Conflitos se disseminam pelas estrelas enquanto exércitos robóticos estão travados em um empate duradouro. Em sua busca pela supremacia galáctica eles contam com o grupo de mercenários mais poderosos do universo: os Awesomenauts!”

Isso fez sentido para você? Se não, tudo bem. Não precisa. Essa é apenas uma premissa usada como desculpa enredo para o jogo sob o qual conversaremos hoje.

Awesomenauts é um MOBA (multiplayer online battle arena), da mesma família de sucessos mundiais no mundo dos esportes virtuais como League of Legends  e Defenders of the Ancients (DOTA) que trouxe a dois anos atrás uma visão diferente a respeito da estrutura desses jogos: simplicidade é palavra chave nesse jogo.

Se você já conhece MOBAs (o que é bem provável, visto o sucesso desses jogos) pode pular os dois próximos parágrafos, mas me sinto na obrigação de tentar – e provavelmente falhar – explicar o jogo.

Em uma explicação simplificada de como um MOBA funciona, o jogo coloca dois times de heróis com habilidades e características diferentes em lados opostos do mapa, com o objetivo de destruir a base adversária. A partir deste objetivo simples, o jogo adiciona algumas camadas de complexidade: as bases lançam de tempo em tempo um grupo de criaturas mais fracas que tem o objetivo de atacar a base inimiga, mas no caminho encontram torres de defesa que tem como prioridade atacar essas criaturas mais fracas, que os heróis podem usar como “escudos de carne” já que as torres são super efetivas contra os heróis.

Parece confuso? Bem, é mesmo. É bem mais simples de se jogar do que se explicar, mas esses não são os únicos elementos do jogo. À medida que os heróis se enfrentam, destroem torres e matam pequenos monstros eles vão acumulando experiência e ouro e a partir daí tem que fazer compras que definem a construção dos personagens (Builds) que formam suas características: tankers, healers, gankers, DPS, junglers… Inúmeras possibilidades sob as quais eu poderia ficar falando aqui por muito tempo. Existem heróis mais simples para jogadores iniciantes, mas a curva de aprendizado do jogo é extremamente desafiadora.

E ainda existe mais um porém: as partidas de League e DOTA costumam ser longas, o que faz com que a comunidade seja menos tolerante com iniciantes e isso criou um ambiente totalmente tóxico para quem decide começar a jogar sem ter amigos já experientes para ajudar no aprendizado.

Tendo todos esses elementos dos MOBAs mais famosos e tradicionais em mente, nos voltamos ao Awesomenauts.

Awesomenauts é diferente de seus primos por que é mais simples e mais leve. E isso já começa na abertura: um tema incrível baseado em desenhos dos anos 80. É quase como se sentar na frente da TV para assistir Sábado Animado.

Em seguida, ao que realmente importa: o jogo. A princípio, Awesomenauts contava com os seis personagens da abertura. Com o sucesso inicial do jogo, mais personagens foram sendo adicionados e hoje o pacote básico conta com quinze personagens, mais quatro da expansão Starstorm. Na seleção de personagens, você pode conhecer um pouco da história dos personagens (que honestamente não importam) e já é saudado pela música tema do personagem escolhido. Isso mesmo, cada personagem tem uma canção tema! Todas muito boas aliás, com uma segunda versão quando o jogador consegue um Killing Spree (matar três ou mais inimigos sem morrer).

awesonauts 1

 A primeira diferença a ser notada é que o jogo é de plataforma em 2D Obviamente, mais do que uma diferença estética, o jogo remove a profundidade lateral, mas adiciona o pulo como um elemento chave de sobrevivência no combate. Outro elemento que diferencia a mobilidade dos personagens: alguns possuem pulo duplo, outros flutuam, etc.. O jogo possui três arenas, todas com características próprias (como Jungle onde os heróis podem se esconder e caçar monstros neutros) e outras diferenças de design que mudam a abordagem do jogador e dos times. Os cenários são relativamente pequenos, o que faz com que os combates ocorram constantemente e é pouco provável que uma partida tenha poucas mortes.

 awesonauts 2

O jogo também optou por um corte no número de habilidades: das tradicionais quatro técnicas em League ou DOTA, para três, todas acessíveis através do mouse. Os personagens são controlados por padrão com WASD para movimento, espaço (ou W) para pulo, botão direito para ataque físico, esquerdo para ataque especial I e central para ataque especial II – todos reconfiguráveis, e o jogo ainda conta com compatibilidade com o controle embora alguns personagens, especialmente os da nova leva tenham a precisão de seus golpes um pouco prejudicada.

Além disso, o jogo eliminou totalmente a ideia de experiência. Ainda existem níveis a serem evoluídos, mas eles são medidos pela quantidade de dinheiro coletada e as habilidades são evoluídas na loja ao invés de independentes dos equipamentos; os equipamentos comprados na loja são as evoluções de habilidade. As builds inclusive são feitas antes das partidas começarem, sendo que a única decisão que o jogador toma durante o jogo é quais habilidades são prioridade em função da equipe inimiga.

 awesonauts 3

Assim como seus primos mais famosos, Awesomenauts tem uma boa variedade de gameplay com os personagens. Nenhum joga igual ao outro e um jogador de League ou DOTA pode facilmente entender como os personagens funcionam, já que existem muitas mecânicas de gameplay vindas desses jogos.

Os pontos negativos do jogo são alguns bugs que nunca parecem sumir por completo: às vezes o matchmaking (pareamento dos jogadores para formar as partidas) tem problemas, devido ao ajuste ruim de transferência de host (quando o jogo tem algum tipo de delay, ele precisa procurar outro jogador na partida com uma conexão mais estável, e às vezes esse procedimento piora a partida, ou não acontece), alguns personagens ficam desequilibrados em atualizações, e uma vez eu joguei uma partida 4×2! De alguma forma, o jogo organizou as equipes errado; o sistema de rankeamento é falho, criando por várias vezes, partidas nada parelhas; é possível começar a partida contra bots que são facilmente destruídos e também é possível entrar em partidas já em andamento e perde-las dez segundos depois de ter entrado, o que pode ser frustrante; e jogadores que abandonam partidas parecem não sofrer nenhum tipo de punição, embora o jogo diga o contrário. Por outro lado, os desenvolvedores do jogo (Romino Games) estão sempre nos fóruns para ouvir os jogadores e as atualizações são constantes.

Enfim, quando comecei a jogar Awesonauts achei estar diante de um DOTA para crianças, mas me enganei. O jogo tem uma profundidade suave, com uma curva interessante de aprendizado. É quase natural aprender novas táticas e combinações de técnicas de personagens. O jogo é estruturado em uma mecânica familiar a grande maioria dos jogadores, já que é quase que certo que todos nós já jogamos jogos de plataforma em algum momento da vida.

Por fim, Awesonauts é um jogo incrível que me conquistou fazendo muito bem tudo aquilo que se propõem a fazer. Ao invés de tentar ser o novo League ou o novo DOTA ele tenta ser fiel a sua proposta, trazendo o interesse de mais jogadores ao gênero, com uma trilha sonora contagiante, visuais coloridos e bem integrados com a temática. Se você tem o mínimo de interesse ou curiosidade pelo estilo, esse é um jogo mais que recomendado.

 awesonauts 4

Se quiserem tirar uma partida comigo, já sabem: guithegood87, é só adicionar na steam, na live, origin…

Até semana que vem, onde iremos desbravar oceanos! Abraço!

  • Que legal.. realmente ele da certa impressão de ser um jogo para crianças justamente pela imagem cartoon, mas eu nunca ia pensar ser um MOBA a primeira vista.
    Sou apaixonada por MOBAs e vou tirar um tempinho para testar!
    Adorei o post, muito bem explicado e conciso ma medida do possível já que explicar o que é MOBA se torna impossível assim em tão poucas palavras.. e olha que você se saiu bem melhor do que eu, caso tentasse.. HSAHUHUSHUHUASHUHU

    • Guilherme Pereira

      Oi! Tire um tempinho sim! Vire a mexe ele está em promoção na Steam, geralmente ele custa 16 reais, mas já vi por um pouquinho, inclusive eu comprei num humble bundle! Vamos jogar! 🙂