Falha Crítica 166 – Precisamos falar sobre sagas prolongadas…

Bem vindos ouvintes!!! Hoje nossos Queridos podcasters Edu, Basso e Ricardo, se reúnem pra falar sobre aquelas sagas que fazem tanto sucesso(ou nem tanto assim, mas) e são prolongadas, e estendidas, e se tornam caça niqueis, ou nos dão ideias diferentes daquele mundo(sim pode ter coisa boa no meio), abordagens diferentes dessa mesma saga, até algumas extensões que vem pra salvar da extensão passada(confuso, nem tanto) então, sentem se coloquem o fone e participem dessa conversa com nossos amigos usando os comentários ai embaixo, e divirtam-se!!!

 

Para assinar o nosso podcast no Itunes, vá para:

Falha Critica no Itunes
Para ver nosso feed ou adicioná-lo por e-mail, vá para:
http://feeds.feedburner.com/falhacritica
Curta o Covil Geek no Facebook!!!
Deixe comentários sobre o que você achou do programa! Ou mande um e-mail para contato@covilgeek.com.br

Quer falar com a gente? Então…


twitter-logo-300x168
Logo-Facebook-300x168

  • “Money, it’s a gas.. Grab that cash with both hands and make a stash….” ♪♫

    Sim, existe uma certa tendência a quererem subestimar nossa inteligência e em alguns casos eles nem escondem isso. Mas, enfim…

    Sobre tudo o que vocês falaram, só pra constar: O caso de Hannibal é complicado a beça. Hannibal nunca foi protagonista de nada, a história segue com a presença dele contida em pouquíssimas linhas – mas que delícia de linhas bem escritas. Como o personagem decolou, o Harris acabou aumentando a presença dele nos romances policiais seguintes… até chegar ao ponto de precisar criar uma história para ele. E… sério? SÉRIO MESMO QUE TINHA QUE SER VINGANÇA??? SÉÉÉÉÉÉRIOOOOO?

    Não, não vi. Tentei umas três vezes e não vou tentar de novo. E não, nem peguei no livro, porque olha… QUE PREGUIÇA DESSA JUSTIFICATIVA DESNECESSÁRIA!

    Agora… Du, te entendo! Eu também assistiria à peça e muito provavelmente estarei no cinema para ver os três filmes. Mas não, não vejo necessidade. Transformar aquele livro em um único filme já é algo que me deixa com pés atrás, agora trilogia…. argh…. u.ú É um saco mesmo. Como vão nos convencer? Colocando pitadas dos personagens clássicos da história de HP no meio… – já no trailer dá pra ver a referência ao Dumbledore, por exemplo. Mas… ainda não me convence. Vai me convencer pelo universo e pelos efeitos e pelas músicas e pelo tom de magia…. mãããããs…. eu passaria sem essa na vida, fácil. (Pra piorar a nossa necessidade de ver, claro que tinham que ser britânicos! Apelões master!)

    Acho ainda que o caso do Harry Potter é dinheiro tão na lata que chega a ser assustador. A geração HP ainda é nova, poucos têm filhos em idade suficiente pra se encantar com tudo que tem na saga, mas por outro lado, os que não têm possuem a lot of sobrinhos e uma necessidade de sempre consumir – como somos jovens trabalhadores. xP. Então, tomem aqui nosso dinheirinho mesmo! u.u’

    Discussão bastante pertinente a de vocês, meninos. Acho que caiu muito bem, em especial nesse momento de ostentação livro/hq/coleção de blurays que estamos vivendo. Em terras onde todos são supostamente nerds e geeks, é só pegar a referência, melhorar a qualidade, tirar outras opções e voilà: todo mundo comprando. É isso aê! =D