Campanha #OPOdcastÉDelas Rebecca Sugar




Olá pessoal, e dando continuidade ao “Podcast é Delas” em forma de texto… realmente deveríamos chamar isso de “O Texto é Delas” mas, daria muito trabalho… Bom, eu venho falar pra vocês sobre a grande, poderosa, amada Rebecca Sugar.

.

.

.

.

.

.

.

Que pra quem não conhece por nome, já viu, ouviu ou pelo menos passou o olho em algum dos seus trabalhos, ela é responsável por boa parte dos melhores episódios de Horada da Aventura

.

.

E não sou só eu quem digo isso, a revista Forbes na lista “30 Under 30” (que fala sobre gente foda com menos de 30 anos) quem afirmou isso.
Além de trabalhar como artista de storyboard em “Hora da Aventura”, ela ainda dublou a mãe da Marcelina e fez a música “Tudo Permanece”.

.

Mas eu não trouxe ela aqui pra falar sobre Hora da Aventura, mas sim, por sua obra prima Steven Universe (Ou Universo se preferir em português).

Ela foi a primeira mulher a criar séries independentes pro canal Cartoon Network. Um desenho fenomenal, onde ela dirige, escreve e compõe as músicas pra série, Steven Univere (segundo a própria autora) tem muita influencia sobre suas experiencias como bissexual e aborda vários temas como homossexualidade, relacionamentos abusivos (a história da Lapis Lazuli com a Jasper, se vocês fecharem os olhos e só escutarem, no episódio “Sozinhos no Mar” verão ma discussão muito real sobre como se livrar de uma relação assim).

.

.

.

.

.

.

Outro temas listados são gordofobia, intolerância e tudo de uma maneira sutil, leve e divertida para um público infantil. Essa abordagem ajuda em uma geração mais desconstruída e vale ressaltar que S.U. é recheado de uma temática musical (o Pai do Steven é uma banda de um homem só e todos tocam ou cantam na série). Um destaque que merece ser feito é para essa parte musical, muitas delas compostas pela própria Rebecca e são maravilhosas, encaixando-se em muitas situações e enriquecendo o roteiro, sendo raras as vezes que não arrancam lágrimas ou sorrisos do público!

.

.

E é por esse trabalho, que acho que essa mulher merece um destaque na nossa programação especial do mês das mulheres!