Falha Crítica 213 – Cabeça de Teia




Bem vindos jovens vingadores!!!! Hoje nossos amigões da vizinhança Edu, Basso e Rick se juntam pra falar do novo filme do nosso cabeça de teia favorito, então preparem-se pra ouvir tudo desse que talvez seja um dos mais aguardados filmes do universo Marvel, então preparem o atirador de teia, pra ouvir as opiniões e achismos dos nossos queridos amigos!!!

Para assinar o nosso podcast no Itunes, vá para:

Falha Critica no Itunes
Para ver nosso feed ou adicioná-lo por e-mail, vá para:
http://feeds.feedburner.com/falhacritica
Curta o Covil Geek no Facebook!!!
Deixe comentários sobre o que você achou do programa. Ou mande um e-mail para contato@covilgeek.com.br

Quer falar com a gente? Então…

twitter-logo-300x168Logo-Facebook-300x168

  • Mateus Folletto

    Se o vilão não é interessante o conflito não é interessante, porque perde o sentido. Gostaria de citar também o momento que um de vocês cita que os filmes do Sam Raimi são horríveis. Na real são os melhores até o momento. Garfield era um Spiderman muito melhor, mas um Peter descolado e popular não comunica com quase nenhum adolescente ou jovem adulto que ta começando a pagar contas e na correria com os estudos e trabalho. O Peter do Maguire entregava isso, era alguém que tu se identificava, e os vilões eram bons, o que deixava os conflitos interessantes e motivados. O terceiro é uma aberração, na minha opinião só devia ter tido o Sandman como vilão, mas fazer o que. Os filmes Amazing são todos horríveis e só tem o Spiderman como algo bom, e esse novo é bom no conjunto todo: Vilão maneiro que apresenta uma outra percepção pro herói e ele é um moleque com problemas na escola, e não um Chad popular e fodão. Esse lado problemático dele foi até levado pra quando ele ta uniformizado e agindo como herói, sendo um bocó atrapalhado, o que é bom. Não adianta cagar regra sobre adaptação fiel aos quadrinhos, sendo que mesmo quando o filme é 100% fiel existem reclamações, o importante mesmo é ser bom, é ter uma história coeza e personagens bem feitos. Esse Spider funcionou e da pra se identificar com ele.

  • Aline Rocha

    Acho que ainda tô muito na hype do filme, mas eu gostei tanto! Adorei o vilão não ter sido uma ameaça global, foi mais contido e tão leve que saí do cinema com um quentinho no coração. Ele tem uns defeitos, claro, mas por enquanto não me incomodam. Talvez um dia quando eu rever.
    Adorei o podcast rapazes!