Falha Crítica 213 – Cabeça de Teia

Bem vindos jovens vingadores!!!! Hoje nossos amigões da vizinhança Edu, Basso e Rick se juntam pra falar do novo filme do nosso cabeça de teia favorito, então preparem-se pra ouvir tudo desse que talvez seja um dos mais aguardados filmes do universo Marvel, então preparem o atirador de teia, pra ouvir as opiniões e achismos dos nossos queridos amigos!!!

Para assinar o nosso podcast no Itunes, vá para:

Falha Critica no Itunes
Para ver nosso feed ou adicioná-lo por e-mail, vá para:
http://feeds.feedburner.com/falhacritica
Curta o Covil Geek no Facebook!!!
Deixe comentários sobre o que você achou do programa. Ou mande um e-mail para contato@covilgeek.com.br

Quer falar com a gente? Então…

twitter-logo-300x168Logo-Facebook-300x168

  • Mateus Folletto

    Se o vilão não é interessante o conflito não é interessante, porque perde o sentido. Gostaria de citar também o momento que um de vocês cita que os filmes do Sam Raimi são horríveis. Na real são os melhores até o momento. Garfield era um Spiderman muito melhor, mas um Peter descolado e popular não comunica com quase nenhum adolescente ou jovem adulto que ta começando a pagar contas e na correria com os estudos e trabalho. O Peter do Maguire entregava isso, era alguém que tu se identificava, e os vilões eram bons, o que deixava os conflitos interessantes e motivados. O terceiro é uma aberração, na minha opinião só devia ter tido o Sandman como vilão, mas fazer o que. Os filmes Amazing são todos horríveis e só tem o Spiderman como algo bom, e esse novo é bom no conjunto todo: Vilão maneiro que apresenta uma outra percepção pro herói e ele é um moleque com problemas na escola, e não um Chad popular e fodão. Esse lado problemático dele foi até levado pra quando ele ta uniformizado e agindo como herói, sendo um bocó atrapalhado, o que é bom. Não adianta cagar regra sobre adaptação fiel aos quadrinhos, sendo que mesmo quando o filme é 100% fiel existem reclamações, o importante mesmo é ser bom, é ter uma história coeza e personagens bem feitos. Esse Spider funcionou e da pra se identificar com ele.

    • Edu Sama

      Oi Mateus então, eu quem disse, e honestamente eu concordo que adaptação não pode ser fiel, o problema é que, você tem que manter os personagens ali, as motivações, a personalidade e tudo mais, caso contrario acontece como os filmes do Sam Raimi, que não eram filmes do Cabeça de teia, eram filmes de uma outra pessoa, com outra personalidade que tinha poderes semelhantes ao do Peter e copiaram a roupa dele, e como assim você não pode ser descolado e ter problema pra pagar contas? Nem todo adulto precisa ser um chato maniaco depressivo como o Fake Parke do Sam Raimi era, ele inclusive foi sacaneado pelo próprio Cabeça de Teia nas HQs, tem que adaptar mas sem perder a essência, Sacou?

      • Mateus Folletto

        Até mesmo o adulto/jovem adulto que está na correria mas não sofre de nenhum desses problemas de socialização e autoconfiança consegue se identifica com o Peter do Maguire. É uma soma de toda a coisa dele ser socialmente awkward, mas ainda assim prezar pelo bem dos outros e ir lentamente se transformando num cara confiante e feliz, isso comunica demais com as pessoas. Uma pena o terceiro filme ter sido um aborto horrendo. Aliás, sobre essência: A essência do aranha não ser um cara comum com problemas comuns que mantém seus valores mesmo passando por situações apertadas? Valores tipo ajudar as pessoas, ser responsável e tudo mais? Nunca vi a essência dele como sendo o playboy skatista, logo ambos cumprem seu papel, mas eu prefiro o cara com flaws, huahuahuauauahua.
        Mas enfim, espero ver mais filmes solo desse novo aranha, porque apesar de ser todo “modernozo” ele também tem uma comunicação forte com ao seu modo, muito menos awkward e muito mais engraçado.

  • Aline Rocha

    Acho que ainda tô muito na hype do filme, mas eu gostei tanto! Adorei o vilão não ter sido uma ameaça global, foi mais contido e tão leve que saí do cinema com um quentinho no coração. Ele tem uns defeitos, claro, mas por enquanto não me incomodam. Talvez um dia quando eu rever.
    Adorei o podcast rapazes!

    • Edu Sama

      Valeu Aline, então, esse filme foi muito de dar esse quentinho no coração né??? Valeu o ingresso XD