CG Especial GoTS7E6 – Beyond the Wall

Neste sexto episódio da série, eu preciso avisar pra vocês: existe ódio no programa. Um ódio primal, que vem lá do fundo e que terá que ser jogado fora.

Por isso, BassoDomenica Mendes do Leitor Cabuloso, Oliver Perez do Grande Coisa, AJ Oliveira dos 12 Trabalhos e Clara Madrigano se reúnem pra responder a pergunta: 1 dragão e um corvo pica, os 2 a 1000 km/h, quem chega primeiro?

Como sempre, episódio recheado de spoilers!

  • Allan Silva

    Eu ainda não ouvi o podcast. Estou baixando já que não apareceu no Feed.
    Mas já adianto que o que mais incomodou no episódio inteiro foram as correntes!
    Nem toda a minha suspensão de descrença conseguiu me fazer acreditar naquelas correntes!!!

    • Rodrigo Basso

      Allan, escuta depois o episódio, pq eu comento q tive uma raiva imensa dessa parte tb!

      Fala depois o q achou. Não tive tempo pra colocar no Feed pq só consegui terminar tarde da noite, mas ele já deve estar numa hora dessas.

      Valeu!

  • Lilian Gouveia

    Minha teoria é… achu q o Mindinho sabia da mensagem de porto real… e assim usou sim a psicologia reversa pra se livrar da Brienne… e fazer as Starks cair em desiquilibrio mostraria para os Lordes q os Starks q sobraram não serve pra governar.. as dua se matando.. a Arya acusando Sansa de traição e querendo matar a propria irmã… Jon se ausenta um tempão contra a vontade de todos os Lordes.. o Bran já negou a posição de Lord… e olha só.. Mindinho seria uma escolha e no fim ofereceria a Sansa o casamento pra reinar com ele o Norte… mas achu q uma das duas ou as duas estão ligadas.. dando corda pra ele se enforcar.. surpreendendo o Mindinho… visto q o lema dele é… o caos é uma escada… e finalmente vai nos dar a alegria de ver a morte dele… e elas não vão mais depender de Mindinho pra nada… visto q o exercito q ele comanda é do priminho delas… seria maravilhoso.. kkkk

  • Clayton

    Olha no início achei que seria perda de tempo ouvir um grupo diferente de pessoas falando mal de algo que de fato é ruim (apesar de como já comentei no passado, eu nao to esquentando pra mais nada), mas ouvi esperando dar umas risadas. Devo dizer que os 22 minutos finais foram interessantes fugindo um pouco do rage óbvio exarcebado.
    Até entrando nessa teoria maluca do Varys, o que se especula, mais entre os fãs dos livros do que da série, é que Varys tenha sangue Blackfire, o ramo de bastardos legitimados dos Targaryen exilados em Essos e teoricamente extinta por parte masculina, teoria formada por uma série de motivos apresentados nos livros, mas que não foram aprofundados ou apresentados na série, mas não, ele não sentara no trono de ferro rsrsrs.

    Acho interessante comentar que sim todos zumbis ressuscitados pelos White Walkers ficam com aquele olhinhos brilhando azul, mas fica confuso saber se o fato de morrer além da muralha já seria o suficiente pra ressuscitar zumbi ou deve haver um chamado. Nos livros isso não fica claro também.
    No caso do filho do Crasten ele está tornando o bebê em um white walkers não em um zumbi.
    Já que estamos falando em coisas que nos surpreenderá no final da série como um todo eu queria muito Jon White Walkers como novo rei da noite que voltará no próximo inverno tocar o terror.
    Jaime finalmente vestindo o negro da patrulha como remissão final.

    Agora sobre o último episódio dessa temporada eu não tenho esperanças, pra mim é daqui pra pior.
    Aguardando os livros ansiosamente.

    • Rodrigo Basso

      O Jon vai acabar dando uma de Lich King, pelo que me parece. Não duvidaria nada disso…

      Olha Clayton, que bom q se surpreendeu positivamente com o programa. Mas eu acho q vale a pena ir atrás de outros podcast/videos falando do episódio. Eu, depois de gravar este, fui ouvir alguns outros. Sempre tem algo novo q descobrimos.

      Eu li os livros (temos podcasts deles tb, caso vc queira ouvir), mas esse lance dos zumbis/white walkers é complicado pra mim. Eu não saquei ainda qual são as regras para eles serem criados e quais são os poderes. Mesmos os zumbis mais normais parecem ter uma certa inteligência, pq param ao ver q os outros estão afundando no lago e depois percebem q podem andar novamente quando a pedra jogada pelo Cão escorrega na superfície… eu achava q era zumbi do Walking Dead, saca? Mas pelo visto eu sou igual ao Jon, não sei de nada…

      Tá curtindo o podcast? Teve algum problema em ele ser sem edição?

      • Clayton

        Pois é esse lance sobre zumbis e walkers é bem obscuras mesmo.

        Ahh e estou em dia com o covil de livros, ouvi sobre os livros do Martin faz um tempo, não tenho comentado por falta de vergonha na cara mesmo, vocês mandam bem demais.
        To curtindo o podcast sim cara, é bem aquela conversa pós episódio com os amigos, é divertido, os participantes são maneiros, sou fã do Coiso e da Cabulosa.
        Tenho gostado desse formato sem edição devido contexto né, não tem me incomodado… nesse teve um ruído uma zueira no microfone de algum participante.
        Mas tirando isso pra mim tá correndo muito bem.
        Abs

        • Rodrigo Basso

          “O Coiso e a Cabulosa” kkkkkk vou tentar lembrar de apresentar eles dessa maneira no próximo!

          Nesse episódio teve um chiado mesmo de um participante q deixou o Mic aberto e foi fazer não sei o que… mas tirando isso que bom q não está atrapalhando não ter edição das falas e não ter trilha sonora. Estava (e esotu ainda um pouco) preocupado com isso qnd comecei o “projeto GoTS7”, mas é a única maneira de garantir q o ep saia em menos de 24h.

          Muito obrigado pelo feedback!

  • Allan Silva

    Durante o episodio eu descobri que, comparado com vcs eu até gostei do episódio.
    Tudo o que vcs apontaram eu concordo, porém sem o Rage.
    Tirando as correntes tirada da âncora do barco da mãe do Yoga. Não tem outra explicação pra isso.
    Sobre a Sonsa, eu quase entendo o porquê de tirar a Brienne de Winterfell, afinal se o Mindinho falasse com a Brienne o que ele disse pra Sonsa, talvez a impulsividade característica dela levasse a uma discussão com Arya, e ia rolar sangue. Mas mandar ela pra Cersei é praticamente mandar ela pra morte!
    Bem não tenho muito mais o que falar.
    Jonhnerys, digo, boa noite!

    • Rodrigo Basso

      kkkkkk, o barco da mãe do Yoga foi sacanagem! Deixa ele ouvir isso pra vc ver só!

      Concordo com vc que os ânimos estavam muito exaltados, mas foi o calor do momento e a formação de quadrilha que foi esse ep. Isso pq teve uma meia hora pré-gravação pra dar uma esfriada nos nervos do pessoal.

      Do mais, gostou do programa? Teve algum problema com o formato ou com a falta de edição?

      • Gostei sim do programa. E não reclamo do Rage. Eu estranhei que minha reação não foi parecida com as de vocês!
        E não tenho medo do Yoga, já quase briguei com o Shiryu. O Yoga não me assusta!
        Agora sobre o podcast, formato está legal, e apesar de gostar demais de discussões paralelas comparando o livro ao que vemos em série, gosto muito da objetividade com que tratam os assuntos.
        No mais Valar morghulis!

  • mt bom o cast.

    sobre os wights e caminhantes brancos.

    nos livros, eles tem a mesma tomalidade azul no olho e mesmo que não seja a mesma ao menos ela é bem característica:

    ” Will viu seus olhos (de um dos caminhantes brancos), azuis, mais profundos e mais azuis do que quaisquer olhos humanos, de um azul que queimava como gelo.

    este é o sor waymar royce depois de ter sido morto e antes de matar will.

    “O olho direito estava aberto. A pupila queimava, azul.”

    estes são os companheiros de benjen stark quando este saiu em patrulha

    “E pode ser que eu esteja doido, mas não me lembro de Othor ter olhos azuis. Sor Jaremy pareceu surpreso. –Nem (jafer) Flowers –exclamou, virando-se para fitar o morto.”

    o único “wight” que não tem olhos azuis é o mãos frias e, pra mim, isso tem a ver com o fato de que ele deve ter alguma parte do corpo queimada – mas é só achismo da minha parte.

    característica de todos os wights é sempre tentar estrangular suas vítimas e suas mãos (para os que as tem) são extremamente frias.

    nos livros, temos um wight bear bem como um wight raven/crow todos, é claro, com olhos azuis. mas como eles aparecem em capitulos do bran e do sam (único personagem que matou um caminhante até agora) ninguém se liga.

    • Rodrigo Basso

      Valeu, Rodrigo! Não me lembrava que todos tinham o olho da cor azul “vivo” (kkkk perdão pelo trocadilho). Eu achei q talvez essa seria uma maneira de talvez diferenciá-los q não havia prestado a atenção quando li.

      Sobre os capítulos, eu gosto do Sam e do Bran. A personalidade do Sam ficou bem fiel na série, mas o Bran sofre umas mudanças bem grandes na TV.

  • Eu amo o Civil de Livros, escuto todos, mas vou parar de escutar esses q comentam Got. Abandonei este na metade. O fato de vcs saberem tão pouco e darem tantas informações erradas durante é episódio, é muito triste ao meu ver.

    Vcs confundem (ou simplesmente não sabem) a diferença entre os Caminhantes Brancos e os Zumbis. A criança que o Rei da Noite toca se transforma em um Caminhante Branco (ou seja, é assim q eles surgem), enquanto os mortos q voltam a vida são os zumbis.

    Acho q vcs deveriam pesquisar mais sobre o assunto antes de fazer os casts. Recomendo os canais da Carol Moreira e da Mikannn, elas explicam tudo direitinho pros leigos.

    Mas continuem com esse projeto, pra mais pessoas conhecerem a série e os livros. Espero q minha crítica tenha sido construtiva e não tratada como se eu fosse só um hater só por não concordar com tudo q vcs falam.

    Mais uma vez, AMO O COVIL DE LIVROS.

    • essas duas não sabem nada tb.

      apenas pra te dar um exemplo:

      no vídeo em que elas escrotizam sobre a existência do dragão de gelo (que não é o caso do viserion) uma delas achou ridículo o que “restou” do dragão quando este morreu.

      pois bem, quem leu e prestou atenção no capítulo do sam em que ele mata (até agora o único!) caminhante branco com a lâmina de vidro de dragão sabe o que restou dele após a sua morte.

      além disso, a melhor maneira de sanar uma dúvida sobre os livros (ou a bagunça que se tornou a série) é lê-los, eventualmente contribuir comentando e não esperar que um podcaster a sane pra ti.

      voltando ao tema do teu comentário, o problema é que as pessoas estão confundindo livro e série dai acontece o que aconteceu.

      da minha parte, meu único contato com a série se dá pelos podcasts que escuto pois não que confundir minha mente.

      • Cara, com certeza elas não sabem de tudo, mas eu não diria q elas não sabem de nada. Todo mundo se confunde, erra ou exagera nas especulações. Dar de ver de longe quando a pessoa não sabe oq tá falando (vide esse ep do covil) e eu não sinto isso com elas.

        Até agora não vi nenhum outro youtuber ou podcaster q sabe tanto quanto essas duas. Outros bons comentaristas são o Ricardo Rente, do Território Nerd, e o PH Santos. De podcast bom mesmo q eu conheça só o Sete Reinos, da galera do Iradex.

        • minha opinião sobre estes que citou é mesma.

          tb não sabem nada – mas escuto todos eles! rsrsrsrsrsr

          tu escuta/assiste algum em outro idioma?

          • Rodrigo Basso

            Olá Warverson e Rodrigo (meu xará!)

            Dos participantes deste podcast, a única pessoa que não leu todos os livros (incluindo o Cavaleiro dos Sete Reinos) foi a Domenica (aliás, ela não leu nenhum livro da série!).

            Se quiserem nos ouvir falar sobre os livros, podem procurar os seguintes CL:

            http://covilgeek.com.br/2014/07/covil-de-livros-2-the-game-of-thrones.html

            http://covilgeek.com.br/2014/09/covil-de-livros-06-a-furia-dos-reis.html

            http://covilgeek.com.br/2015/03/covil-de-livros-16-a-tormenta-das-espadas.html

            http://covilgeek.com.br/2015/03/covil-de-livros-17-a-tormenta-das-espadas-parte-2.html

            http://covilgeek.com.br/2015/10/covil-de-livros-37-o-festim-dos-dragoes.html

            http://covilgeek.com.br/2015/11/covil-de-livros-39-a-danca-dos-corvos.html

            Já peço desculpas antecipadas pela péssima edição que estão os 2 primeiros, mas estava aprendendo a mexer no Vegas ainda… kkkkk

            No mais, esta série de podcasts é pra falar sobre nossas impressões dos episódios da TV, os quais precisam funcionar de maneira independente, sem o auxílio dos livros (isso vale pra qq obra). Se o consumidor PRECISA (veja bem, estou me referindo a ser necessário, não que ele não posso ir atrás de outras fontes para saber mais sobre isso), voltando… se você PRECISA de outro material para entender o filme/livro/série/HQ é porque existe um grande problema aí.

            Entendo e respeito quem tenha sentido falta de mais explicações sobre o algumas coisas e está tudo bem, mas não é falta de leitura dos livros ou algo do tipo. Os caminhantes/zumbis/Outros não são bem explicados na TV e o Martin nem se preocupa com isso nos livros. O q se tem muito é especulação sobre isso.

            Abraços!

          • escutei e fiz alguns comentários em alguns desses casts sobre ‘as crônicas de gelo e fogo’.

            da minha parte, não era necessário tu te explicar pois curto o cast e não espero pleno conhecimento sobre tudo o que passou nos livros – o que seria impossível, ainda mais pra quem não tem podcast que só cobre ‘game of thrones’ tendo como base ‘as crônicas’.

            o que escrevi pro waverson, foi mais no sentido de que sempre algum produtor de conteúdo dirá algo sobre a série que, do ponto de vista de quem leu os livros, o incomodará.

            atualmente, minha briga está focada no fato de viserion é wight dragon e não ice dragon!

            da minha parte, quando posso, tento trazer alguma passagem do livro (como no caso dos wights / white walkers em comentário mais abaixo) e para amenizar alguma informação incorreta ouço mais e mais podcasts, incluindo alguns em outros idiomas.

            no mais, espero que sigam cobrindo ‘GofT’ na próxima tempora e chamem o @Igor Rodrigues pro próximo cast, se possível.

          • Rodrigo Basso

            Sim, eu vi q vc trouxe a passagem. Muito obrigado! Tirou essa dúvida que eu tinha.

            Eu não lembrava q vc já tinha comentado nos outros. Faz tanto tempo que gravamos sobre eles! Fui caçar os links e o último foi em 2015! Levei um susto! Aliás, hoje o CL faz 3 anos!!!

            Eu quero trazer o Igor mais vezes, mas ele está na Alemanha e o fuso horário mata para gravarmos. Vou insistir com ele pra ep. final ele participar.

            Aliás, tá acompanhando o Drone?

            Abraços

          • to sim, mas lá não tem o disqus.

            não devo ter comentado em todos os casts sobre ‘as crônicas’ mas em ou outro sim.

            não é que eu não me interesse pelos outros povs mais meu foco maior é o bran (e sua irmã arya).

            quero muito saber qual será o futuro de winterfell com brandon stark como rei e senhor.

          • Rodrigo Basso

            Acho que o Bran falou na série de TV que já abdicou da sucessão de Winterfell.

            Acredito que agora ele irá funcionar como uma ferramenta para impulsionar a trama quando necessário e terá que ser “guardado” para agir somente em algumas ocasiões. Afinal, ele pode desvendar qq mistério ou descobrir qualquer plano que está acontecendo em Westeros (talvez ele acabe com a briga entre Sansa e Arya e mostre quem está por trás disso).

            Deram poder demais para um personagem e agora será bem difícil vermos ele muito na série. Por mais importante que ele seja, a presença dele desequilibra muito as coisas e ele provavelmente irá escolher interferir o mínimo possível.

          • sim. na série bran abdicou sobre winterfell, mas nos livros duvido muito que ele faça algo do gênero.

            a trama dele, nos livros, é justamente focada em retornar a winterfell como seu senhor contendo conhecimento necessário pra derrotar os caminhantes brancos – jornada do herói, se quiser pensar.

            voltando a série, note que b&w simplesmente elimanaram a linhagem masculina da casa stark, já que mesmo que sansa (e arya) mantenha(m) o sobrenome stark (e elas podem mt bem fazer isso!) não há garantia de seus filhos mantenham-no.

            na vdd, existe uma solução, mas vou deixar ela “guardada na gaveta” por enquanto.

      • Rodrigo Basso

        Sobre o Sam, vc tem razão. A novidade aqui é que eles determinaram (não sei se o Martin irá usar isso nos livros tb, espero que não) que matar o “criador” mata todas as criaturas dele. Isso é bem comum em algumas mitologias de vampiro, ao passo que permite que vc possa destruir todos de uma vez só (matando o Rei da Noite). Eu acho uma saída fácil pra eliminar o problema dos “Outros”, mas isso é apenas uma questão pessoal.

        Só espero que eles se lembrem na próxima disso…

        • rarsrs.

          a série não tem mais lógica.

          eles inventam soluções (deus ex-machina) a torto e a direito.

          nos livros, já foi estabelicido que fogo mata os wights e vidro de dragão mata os white walkers.

          há a menção ao “aço de dragão” mas ainda não sabemos o que é.

    • Gabriel Otelo Silva


      1 – Se não me falha a memória esse conceito de separação de “tipos” de wights e White Walkers não existe nos livros, resumindo tais como Others ou alguma coisa assim mais genérica. Ou seja, tirando o fato que Martin só se refere a eles como os “outros”, não há muito mais no que se aprofundar.
      2 – Referente a isso mas no ambiente da série, mais detalhes a respeito disso só no fandom de GOT. Ou seja, não foi explicado na série deixando o afegão médio à mercê de supor que os White Walkers são os convertidos ainda em vida.
      3 – Seguindo a sua própria recomendação, fui atrás do canal da Mikannn com a participação da Carol sobre o ep. 6 e elas tampouco conseguiram explicar/delimitar ou definir essas diferenças, chegando a fazer até uma confusão e que diga-se de passagem não é culpa de ninguém a não ser dos roteiristas ausentes que nem sequer respeitam algumas das regras estabelecidas no início da série a princípio baseadas na obra original.
      4 – Ainda me confundo nas vozes, mas acho que o foi AJ mencionou a diferença entre os wights e White Walkers na série , provavelmente na parte que você abandonou.
      5 – O Rodrigo fala no início que o podcast tá aí só pra desabafarem, e lançam em menos de 24 horas depois do episódio de GOT. Vamos relevar vai.
      Sobre esse capítulo. Me senti enganado. As cinco primeiras temporadas vendem uma coisa bem diferente do que estão apresentando agora. Clichês, obviedade e falta de verossimilhança. Lindas imagens é fato, mas…

      • Concordo quando vc diz q o roteiro é muito confuso, eu mesmo tenho certeza q não entenderia metade da série se não tivesse lido os livros e corrido atrás de outras informações.
        Eu tbm estou achando essa temporada a mais fraca de todas, sendo q esse último episódio foi uma tristeza mesmo, a fotografia bonita não salva.
        E não se preocupe, vou relevar sim, provavelmente eu vou ouvir o próximo podcast sobre o último episódio.

      • Rodrigo Basso

        Muito obrigado, Gabriel.

    • Rodrigo Basso

      Olá, Warverson!

      Sobre nosso desconhecimento sobre a saga The Song of Ice and Fire, se você acompanha o CL deve ter visto que fizemos um episódio para cada livro da série. Eu mesmo li os 5 livros duas vezes e pra mim tudo o que se refere aos “Outros” é bem nebuloso nos livros.
      Você deve se lembrar inclusive que a aparição do Rei da Noite e seus amigos transformando o bebê do Craster (acho q na temp 5) gerou bastante ódio na internet porque foi a primeira vez que a série tinha dado um spoiler para os leitores dos livros.
      Essa diferença entre as castas ou raças dos “Outros” só começou a ser citada na série. Até então, o único tipo diferente que tínhamos era o “Mãos Frias” (que hoje sabemos que é o Tio Benjen).

      Abraços!

      • É vc tem razão, nos livros não tem muita distinção. Mas levando em conta só a série dá pra ver claramente a diferença entre o Rei da Noite e seus “generais” dos zumbis comuns, oq leva a pensarmos q o processo de criação deles são diferentes.
        Tanto é q já vimos ele criando zumbis livremente no meio da bagunça e, como vc disse, transformando o bebê do Craster em todo um ritual.
        Agora, se vc me responder uma coisa e acertar eu volto à escutar o cast sobre Got… O Dragão de Gelo cospe gelo ou fogo? kkkkk
        Abraços…

  • Abel Cruz

    Olá!

    Acredito que apesar de todo o rage e aversão a essa temporada, está acontecendo provavelmente como o Martin imaginou. A diferença é que apertaram o flash-forward, e isso deixa as coisas um pouco emboladas, as vezes acontecendo muita coisa pra se digerir de uma vez só. Diferente dos livros, nos quais as tramas podem se desenvolver num ritmo próprio, sem pressa de chegar no fim da estrada. O Martin pode não roteirizar mais os episódios, coisa que ele costumava fazer, mas ele e os D’s (Weiss e Benioff) já tinham conversado sobre o final da série. E sendo uma produção de canal fechado, seu fim é decidido desde o início, sendo esse fim agradável aos fãs ou não.

    P.S: Faço esse comentário enquanto baixo o cast. Após ouví-lo provavelmente volte aqui para falar mais alguma coisa com meu pseudoespecialismo (risos).

    Continuem com o bom trabalho!

    • Edu Sama

      Concordo Abel, mas assumo que acho fofíssima a fé cega que o Sr A.J. de Oliveira tem no Martin

  • Philippe Blanco

    É, na minha opinião tem duas partes que deixaram o episódio bem estranho (desconsiderando correntes e outras pequenas coisas desse tipo). No início das conversas do “esquadrão suicida”, é falado ao Gendri que o grupo está a, pelo menos, 150 km de qualquer mulher aos arredores. Considerando isso, eles estão a pelo menos 150 km ao norte além da muralha. Quando o Jon manda o Gendri voltar, ele demoraria, pelo menos 3 dias para chegar de volta a Muralha. Bem, não sei quanto tempo um corvo percorre 2.500 km, mas em cálculos grosseiros, do início da corrida até a chegada dos dragões, teria se passado pelo menos 1 semana, tempo suficiente para o lago congelar, mas além da realidade para o grupo sobreviver e conseguir lutar tão facilmente.
    O segundo ponto foi a clara intenção do Jon “se mostrar” para a Danny partindo para cima do exercito de mortos vivos sem motivo nenhum. A partir do momento que ela está ali resgatando o povo, ela só subir no dragão e ir embora. Ao meu ver, faria muito mais sentido ele partindo para cima do exército com o esquadrão antes dela chegar, numa tentativa desesperada de matar o Rei da Noite. No meio dessa tentativa desesperada ela chegaria, mandava o Viserion resgatar o Jon e aí sim o Rei da Noite jogava a lança e matava o dragão. Com isso o Jon ia cair meio longe da batalha, já que o dragão teria iniciado o voo e cairia um pouquinho longe do exército, podendo assim escapar.

  • Pingback: CabulosoCast #207 - Estereótipos Lésbicos na Literatura | Leitor Cabuloso()